Três homens, de 32, 47 e 52 anos, foram indiciados pela Polícia Civil por discriminação qualificada contra duas pessoas com deficiência, em Cláudio. As investigações foram concluídas na terça-feira (4) e divulgadas nesta quarta (5).

O crime está previsto no art. 88 da Lei nº 13.146/2015, que é o Estatuto da Pessoa com Deficiência. Em caso de condenação, a pena pode chegar a cinco anos de prisão.

O procedimento foi remetido à Justiça.

 

O caso

De acordo com a Civil, em 18 de abril os homens instigaram as vítimas, ambas do sexo masculino que não tiveram as idades divulgadas, a se beijarem em uma praça do município.

“A ação, além de incentivada pelos investigados, foi filmada e divulgada nas redes sociais e demais aplicativos de comunicação, causando extrema revolta e indignação por parte da sociedade claudiense”, explicou o delegado responsável, Matheus Faria.

As investigações indicaram a autoria do crime e a Polícia Civil cumpriu três mandados de busca e apreensão na casa dos envolvidos; celulares foram apreendidos.

“Eles foram indiciados pelo crime de discriminação de pessoa com deficiência, qualificado pela divulgação em canais de comunicação social, cuja pena pode chegar a cinco anos de reclusão”, finalizou o delegado.

Fonte: G1