As determinações das ondas do programa estadual "Minas Consciente" foram atualizadas nesta quarta-feira (25) e a macrorregião Oeste segue na Onda Verde. As medidas determinadas pelo Governo de Minas passam a valer a partir do próximo sábado (28). A região está na onda menos restritiva desde o dia 21 de outubro.

A classificação das microrregiões não foi atualizada pelo Estado até a publicação desta matéria. As determinações destas micros também passam a valer a partir do próximo sábado.

Com a deliberação do Comitê Extraordinário Covid-19 desta quarta, as seguintes macrorregiões estão na Onda Amarela: Nordeste, Vale do Aço, Leste do Sul, Sudeste e Sul; a macrorregião Leste está na fase mais restritiva, a Vermelha. Triângulo do Norte, Triângulo do Sul, Oeste, Centro, Noroeste, Norte, Jequitinhonha e Centro-Sul, estão na Onda Verde.

De acordo com o Estado, foi constatado um aumento de 50% da incidência da covid-19 nos últimos 14 dias no estado; nos últimos sete dias, 17%.

Na fase Verde em que a macrorregião Oeste está, poderão ser reabertos estabelecimentos como parques naturais, de diversão, cinemas, teatros e bares com música com ao vivo. Para isso, é preciso que as regras de higiene, distanciamento e lotação máxima, sejam seguidas.

Caso as ondas indicadas para as macro e microrregiões sejam diferentes, caberá a cada prefeito de cada cidade optar por qual das duas recomendações seguir. As informações são divulgadas semanalmente no site do "Minas Consciente".

A macrorregião Oeste está na Onda Verde programa desde o dia 21 de outubro, após ficar cerca de um mês na fase Amarela. O secretário de Estado de Saúde, o médico Carlos Eduardo Amaral, afirmou que o governo estadual monitora o comportamento da doença no estado.

"A vigilância em relação aos diferentes cenários em Minas é permanente. Novas alterações podem ser anunciadas a qualquer momento. Ainda precisamos manter o distanciamento, uso de máscaras e higienização das mãos, conforme orientação desde o início da pandemia", afirmou.

Para avançar para a Onda Verde, a menos restritiva, as cidades precisam estar há 28 dias consecutivos na fase Amarela, sem sofrer retrocessos durante esse período. As seguintes atividades podem funcionar na Onda Verde, segundo atualização do governo estadual nesta quarta-feira (25). Saiba mais no site do "Minas Consciente".

Cinemas, bibliotecas, museus, arquivos;

Parques, zoológicos e jardins;

Atividades artísticas, como produção teatral, musical e de dança e circo;

Feiras, congressos, exposições, filmagens de festas, casas de festas, bufê;

Parques de diversão, discotecas, boliches, sinuca;

Bares com entretenimento (shows e espetáculos);

Serviços de colocação de piercings e tatuagens.

 

Microrregiões

Até a publicação desta reportagem, as classificações das microrregiões ainda não tinham sido atualizadas. Abaixo, a classificação divulgada na última semana. Veja as cidades do Centro-Oeste que englobam as microrregiões.

 

Verde

Micro de Bom Despacho: Bom Despacho, Dores do Indaiá, Estrela do Indaiá, Luz, Martinho Campos, Moema, Serra da Saudade;

Micro de Divinópolis: Araújos, Carmo do Cajuru, Cláudio, Divinópolis, Itapecerica, Perdigão, São Gonçalo do Pará, São Sebastião do Oeste;

Micro de Oliveira: Carmo da Mata, Carmópolis de Minas, Oliveira, Passa Tempo, Santo Antônio do Amparo, São Francisco de Paula;

Micro de Piumhi: Capitólio, Doresópolis, Piumhi, São Roque de Minas.

 

Amarela

Micro de Formiga: Bambuí, Córrego Danta, Córrego Fundo, Formiga, Iguatama, Medeiros, Pains, Pimenta;

Micro de Pará de Minas: Conceição do Pará, Igaratinga, Leandro Ferreira, Nova Serrana, Onça de Pitangui, Pará de Minas, Pitangui, São José da Varginha;

 

Vermelha

Micro de Itaúna: Itaúna, Itaguara, Itatiaiuçu, Piracema;

Fonte: G1