A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) informa que na última sexta-feira (13), foi registrada ocorrência no município de Pará de Minas envolvendo uma advogada, de 31 anos.

Durante atendimento a dois custodiados da Penitenciária Doutor Pio Canedo, policiais penais flagraram a profissional entregando dois aparelhos de telefone celular aos seus clientes. Por meio de procedimentos de busca e apreensão no parlatório da unidade prisional, outros quatro aparelhos foram encontrados dentro do frigobar.

Uma representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) local foi acionada para acompanhar a ação dos servidores. Além dos aparelhos e carregadores, havia com a advogada uma quantia em dinheiro.

A Sejusp, por meio do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen-MG), esclarece que trabalha diariamente em parceria com a OAB, e que episódios como este não afetam a excelente relação construída entre o sistema prisional mineiro e os profissionais do Direito.

Ressalta, ainda, que ocorrências semelhantes a esta são pontuais, mas devem ser esclarecidas a fim de que todas as medidas cabíveis sejam tomadas contra aqueles que maculam o trabalho diário desenvolvido por esses profissionais.

Fonte: JC Notícias