A Polícia Civil apreendeu, nesta segunda-feira (16), 40 pés de maconha que estavam em uma área de preservação ambiental de difícil acesso na zona rural de Divinópolis. Mudas da planta também foram encontradas no local; ninguém foi preso.

Após a Civil receber uma denúncia em outubro deste ano, as investigações foram iniciadas. A denúncia afirmava que a área de preservação permanecente, próxima ao Bairro Quintino, era usada para cultivar a planta da droga. Um levantamento aéreo foi feito pela Polícia e as imagens apontaram a existência da plantação.

Nesta segunda, os policiais estiveram no local e apreenderam os 40 pés de maconha, cultivados próximo a uma espécie de toca escavada em um barranco. A Polícia acredita que o local era utilizado como descanso de quem frequentava a plantação.

Ainda durante a ação as equipes localizaram materiais usados no plantio e cultivo, como baldes e ferramentas para jardinagem, além de uma lona, utilizada para o sistema artesanal de captação da água para irrigação das plantas.

“As plantas serão destruídas e as investigações prosseguem para identificar os responsáveis pelo cultivo da substância ilícita”, explicou o delegado responsável pelas investigações, Weslley de Castro.

O delegado disse ainda era uma plantação para produção contínua, pois havia um setor de mudas, plantas de tamanho médio e outras já grandes, que apresentavam sinais de poda.

A ação foi realizada pelas agências de Inteligência do 7º Departamento de Polícia Civil e da Delegacia Regional de Divinópolis.

Fonte: G1