Em reunião realizada nesta quarta-feira (23), o Comitê Municipal de Enfrentamento ao Coronavírus autorizou o retorno das aulas presenciais nas escolas do município, do ensino infantil ao superior a partir do dia 5 de outubro de 2020. O retorno será facultativo.

Para funcionar a unidades escolares precisarão apresentar um plano de retorno a Vigilância Sanitária, seguindo todas as exigências do protocolo municipal elaborado pela Prefeitura. Os diretores terão até 25 de setembro para enviar o documento.

Outra exigência para o retorno é que todos os alunos apresentem os cartões de vacinação em dia. Além disso, serão obrigatórios o distanciamento social e a utilização de máscara por alunos e funcionários. Em crianças pequenas ou outros com impossibilidade do uso de máscaras faciais, instituir política de uso de protetor facial, na impossibilidade do uso deste, manter distanciamento social de pelo menos 2 metros

O aluno deverá levar seu copo para a escola e os bebedouros de pressão deverão estar lacrados. A higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel deve ser feita ao entrar nas escolas, após a utilização de banheiros, e antes e depois do lanche.

As escolas deverão Implementar sinalizações no chão, balcões e outros lugares que garantam o distanciamento social em caso de filas. Adotar protocolos de limpeza e desinfecção de ambientes e superfícies que contenham processos e produtos eficazes para combate ao Coronavírus. Os funcionários que estiverem controlando a entrada e saída devem estar adequadamente paramentados com máscara facial cirúrgica, luvas, jaleco ou capote protetor.  A mensuração de temperatura de testa deve ser realizada pelo menos na entrada.

O comitê vai se reunir semanalmente para avaliar os números do município e deliberar sobre a manutenção das atividades.