Na tarde do último sábado (12), o SAMU – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência de Itaúna realizou o resgate de uma mulher de 43 anos que havia sido atropelada por um carro no bairro Santanense. O detalhe que chama a atenção é que o condutor do veículo é o seu próprio marido que estava dando ré e não visualizou a esposa.

Ela foi encaminhada ao Hospital Manoel Gonçalves e seu estado de saúde é estável. Esta ocorrência é uma das inúmeras que são registradas em Itaúna. De acordo com o SAMU, em um levantamento feito a pedido da reportagem, a cidade só em 2020 registrou 174 acidentes de trânsito nos 8 primeiros meses do ano.

No mesmo período do ano passado foram registrados 302 acidentes, o que representa a diminuição de aproximadamente 58% de ocorrências do gênero. De acordo com a Polícia Militar, órgão responsável por notificar as ocorrências, os acidentes são resultado da imprudência e alta velocidade nas vias de Itaúna.

Com relação a Minas Gerais, onde Itaúna está localizada, entre 2010 a 2020, segundo o Sistema de Internação Hospitalar, o estado registrou o total de 1.235.682 (86,66%) pacientes internados nas unidades de saúde, enquanto internações por acidentes de trânsito foram de 190.163 (13,34%) internados pelo SUS (Sistema único de Saúde).


Ainda analisando o grupo de causas em Minas Gerais, em relação as internações hospitalares, os motociclistas aparecem com 47,7% dos casos, seguidas de internações de pedestres 21,3% e os ocupantes de automóveis, 11,7%.

Em relação aos óbitos, entre 2010 e 2019, foi possível verificar que os homens são a maioria, 81% perderam a vida em acidente, e as mulheres ficaram com 19% dos falecimentos.

37,9% das mortes por acidentes de trânsito eram ocupantes de automóveis, 20% de motociclistas e 23,4% outras causas.

No País, de acordo com o DataSUS, sistema utilizado pelo Ministério da Saúde, entre 2002 e 2011 (dados mais recentes), cerca de 15% das internações por causas externas em hospitais públicos tiveram diagnosticados lesões por acidentes de trânsito.

De acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 9% da mortalidade global são provenientes das fatalidades e violências, acidentais ou não no trânsito. A maior parcela de acidentados de transporte terrestre é do sexo masculino, adulto jovem e residente em zona urbana.


DETRAN informa as infrações mais cometidas no trânsito de Itaúna

De acordo com o Detran, entre janeiro e maio de 2019, Itaúna registrou 6.076 infrações cometidas pelos condutores de veículos. Já em 2020, foram 5.364.

No levantamento feito pela reportagem, a infração mais cometida pelos motoristas de Itaúna nos primeiros meses do ano continua sendo o excesso de velocidade, porém, também houve diminuição de multas nesse quesito. Em 2019 foram 2.377 infrações por desrespeitar a velocidade máxima permitida, entre janeiro e maio, o equivalente a quase metade das ocorrências. Em 2020, nos primeiros cinco meses, o número de infrações por excesso de velocidade caiu para 1.852.

Outras infrações de trânsito registradas e que culminaram na apreensão de veículos em Itaúna foram: a falta de licenciamento, veículo furtado/roubado, crime de trânsito, prática de crime, mal conservação e estacionamento proibido.

 

Por Fábio Melo