Dever de casa feito contra um adversário muito frágil. Assim foi o duelo do Atlético contra o Patrocinense do técnico Milagres, disputado nesta quarta-feira (29), no Mineirão. A goleada por 4 a 0, construída ainda na primeira etapa, escancarou a diferença técnica entre as equipes. Com o triunfo , o alvinegro chegou aos 22 pontos e garantiu vaga na semifinal do Campeonato Mineiro.

No próximo desafio, os comandados de Jorge Sampaoli novamente terão pela frente o América, de Lisca. No último domingo (26), as duas equipes empataram em 1 a 1, no Independência. Com a vitória do Tombense sobre o Uberlândia, o time de Tombos terminou a primeira fase na primeira colocação forçando o clássico da capital e, assim, enfrentando a Caldense.

O primeiro embate será disputado no Gigante da Pampulha e o decisivo na Arena Independência. Por ter melhor campanha, o Coelho tem a vantagem de jogar por dois resultados iguais (favoráveis) para chegar à decisão.

 

O jogo

Imprimindo um ritmo forte desde os primeiros minutos de jogo, o Atlético já goleava o Patrocinense por 3 a 0 com 15 minutos de jogo, gols de Nathan, Savarino e Guilherme Arana. Pouco tempo depois, o zagueiro Pedro Rosa fez lambança e, com um tento contra o próprio patrimônio, facilitou mais ainda a vida do alvinegro.

Na segunda etapa, Sampaoli promoveu três alterações antes mesmo do apito inicial. Sacados, Savarino, Hyoran e Allan deram lugar a Jair, Allan Franco e Marquinhos. Franco, inclusive, acabou expulso aos 17 minutos, após deixar o pé em dividia com um adversário.

Estreante da noite, o atacante Keno também deixou o campo no segundo tempo, dando lugar ao venezuelano Romulo Otero. Com um a menos, o técnico argentino queimou a regra cinco com a entrada do volante Léo Sena na vaga do atacante Marrony.

Sem a mesma intensidade nos 45 finais e com o Patrocinense mais recuada, o placar do Mineirão não foi alterado. Fim de papo: Atlético 4  x 0 Patrocinense.

Fonte: Hoje em Dia