As mercadorias perecíveis que forem apreendidas em Divinópolis serão encaminhadas para o Banco de Alimentos, projeto mantido pela Secretaria Municipal de Agronegócio (Semag).

Com a alteração no projeto de lei 5.610 feita pela Câmara dos Vereadores, ficou determinado que todos os alimentos apreendidos no comércio ambulantes serão encaminhados para o Banco. O projeto regulamenta o comércio ambulante ou camelô e atividades afins no município.

O Banco de Alimentos será o responsável por fazer a triagem dos produtos. Caso eles estejam aptos para consumo, serão doados a entidades cadastradas no projeto.

Atualmente, o projeto atende a 28 entidades da cidade, tendo 15 parceiros doadores, entre supermercados e sacolões. Os parceiros disponibilizam ao Banco os produtos excedentes de comercialização, que também passam por triagem, são higienizados, embalados e doados para as entidades cadastradas.

Um dos objetivos do projeto é prestar atendimento e assistência às famílias em situação de vulnerabilidade e indivíduos em situação de insegurança alimentar e nutricional. O Banco de Alimentos é um programa público municipal que contribui com a promoção do direito humano à alimentação adequada.

Além da rede de parceiros, o programa recebe também doações de outros bancos de alimentos da região, pois é integrante da Rede Metropolitana de bancos de alimentos, o REBBA.

Fonte: G1