Desde ontem (25), todos os serviços, atividades, comércios ou empreendimentos privados, com circulação ou potencial aglomeração de pessoas em Cláudio só poderão funcionar das 12h às 20h, de segunda a sexta-feira.

O decreto nº 495, com medidas para combater à Covid-19, tem validade até o dia 8 de julho e a venda de bebidas alcoólicas para consumo no local também está proibida pelo mesmo período. De acordo com o Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) desta quarta-feira (24), Cláudio tem 24 casos confirmados e 17 pacientes curados do novo coronavírus.

 

Nos fins de semana de 27 e 28 de junho, e 4 e 5 de julho, está expressamente proibida a abertura dos seguintes comércios:

Vestuário;

Calçados;

Joalherias ou similares (bijuterias);

Perfumaria e/ou cosméticos;

Informática e/ou equipamentos para suporte digital;

Eletroeletrônicos e/ou eletrodomésticos;

Móveis;

Papelarias;

Artigos de decoração.

Os estabelecimentos descritos anteriormente que fornecem mais de um produto e/ou serviço além destes, devem funcionar apenas nos dias estabelecidos no decreto.

Já os bares, pizzarias, hamburguerias e estabelecimentos similares deverão manter o funcionamento com o serviço de entrega em domicílio ou para retirada em balcão dos produtos disponibilizados. As mercadorias vão desde o gênero alimentício a bebidas em geral, alcoólicas ou não.

 

Proibição

O decreto que entra em vigor nesta quinta também proíbe expressamente a venda de bebida alcoólica em bares, restaurantes, lanchonetes, mercearias ou em qualquer outro estabelecimento na área da cidade.

A proibição vale para consumo no local.

 

Multa

Na última segunda-feira (22), a multa para quem organizar festas e provocar aglomerações durante a pandemia do novo coronavírus foi triplicada pela Prefeitura de Cláudio. Foi definido que donos de estabelecimentos onde ocorrerem eventos com aglomeração de pessoas serão multados em R$ 3 mil.

Fonte: G1