Arcelor Mittal realiza coletiva de imprensa para esclarecer evacuação em Itatiaiuçu

11 FEV 2019
11 de Fevereiro de 2019

Por volta das 12h de sexta-feira (08), a Arcelor Mittal, a Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar se reuniram no Centro Cultural de Itatiaiuçu, para a realização de uma coletiva de imprensa esclarecendo eventuais dúvidas sobre a retirada das famílias da Comunidade de Pinheiros em Itatiaiuçu.

A mineradora informou que as atividades da empresa estão suspensas na represa de Itatiaiuçu por tempo indeterminado. Durante entrevista coletiva, o CEO da mineração, Sebastião Costa filho, explicou que auditorias externas apontaram a elevação de risco de rompimento para categoria 2 e que houve mudanças nos critérios de segurança, mas não informou quais são. Preventivamente, cerca de 200 pessoas foram retiradas das residências.

“Empregando uma metodologia mais conservadora, a auditoria independente responsável pela declaração de estabilidade revisou o último relatório e adotou para a barragem um fator de segurança mais restritivo”, informou a ArcelorMittal, por meio de nota. A empresa ainda informou que a sirene não tocou porque não houve rompimento nem era simulado.

A evacuação das áreas próximas à barragem foi realizada durante a madrugada com o apoio das forças de segurança, como Corpo de Bombeiros, Polícia e Defesa Civil. Ainda durante a manhã, cadastros começaram a ser feitos e os moradores foram encaminhados para hotéis da região. A área isolada recebeu reforço da Polícia Militar para evitar furtos no local.

Ainda na coletiva, a empresa declarou que as atividades da Mineradora estão parlisadas por tempo indeterminado, sendo que os 343 funcionários continuarão em casa recebendo seus salários. A mineradora Arcelor Mittal afirmou que disponibilizou para as famílias hospedadas, produtos de higiene pessoal e medicamentos para quem faz uso continuo.  O CO da empresa relatou que há a possibilidade de providenciar moradia para as pessoas que não se sentirem seguras para voltar às suas casas, falando inclusive sobre construção de uma vila em outro local. Até o momento foram desocupadas 52 residências com média 150 pessoas.

Em nota as empresas Usiminas e Minerita, também mineradoras, declararam apoio e se colocaram à disposição para auxiliar a ArcelorMittal no que for necessário.

 

Por Luiz Henrique Machado

Foto: Assessoria do SAMU

Voltar

Rádio Líder FM 102,7 Rua Dona Tereza, 25, Cerqueira Lima – Itaúna - MG    

Fone: (37) 3242-3100